Agência Rio de Notícias

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Cinderela e Branca de Neve renovadas!

Com previsão de lançamento do Brasil para este ano, mas ainda sem data definida, e sucesso absoluto na Espanha "La Cenicienta que no Queria Comer Perdices" (a Cinderela que não queria comer perdizes, em uma alusão ao tradicional final de contos em espanhol, que acabam com a frase "foram felizes e comeram perdizes") vendeu mais de 50 mil exemplares no país nas seis primeiras semanas após seu lançamento.
Só de ler o artigo senti uma vontade imensa de conhecer a história inteira, imagine só Cinderela se rebela, vira vegetariana, sai do baile só de madrugada e larga o príncipe encantado, e em que sua amiga Branca de Neve usa Prozac para combater a depressão...
Por uma brincadeira a escritora Nunila López Salamero e a desenhista Myriam Cameros Sierra criaram a interessante , alternativa e original história... ofereceram o livro a várias editoras espanholas e não receberam nenhuma resposta...
Com a ajuda de amigas e de associações de combate à violência contra a mulher, López e Cameros arrecadaram dinheiro em coletas para a primeira publicação e o sucesso foi imediato.
Receberam apoio de vários intelectuais espanhóis e chamaram a atenção de uma das maiores editoras da Espanha, a Planeta, que acabou publicando a história.
A Cinderela espanhola do século XXI desperta e entende que era uma mulher maltratada pela madrasta e suas irmãs, abandonada pelo pai, forçada a estar magra para caber em roupas de tamanho 38, e o seu príncipe, depois que se tornou seu marido, revela-se um mandão e eterno insatisfeito.
No livro, a repaginada Gata Borralheira ainda se reencontra com suas amigas princesas que também estão em nova fase e com outros personagens de contos de fadas clássicos que decidem mudar sua vida drasticamente.
A Bela Adormecida explica como acordou sozinha, Branca de Neve sai da depressão, se liberta do Prozac e resolve se bronzear até ficar morena.
"[O livro] é dedicado a todas as mulheres valentes que querem mudar de vida", explicaram as autoras.
Imperdível! Torcendo pelo lançamento o mais breve possível!!!!

Nenhum comentário:

Sociologia no youtube

Loading...